QUANDO O DESERTO JÁ NÃO BASTA

Este ensaio abre passagem para um encontro com a intimidade e o silêncio.
Uma viagem pelos próprios desertos para desvendar um pouco mais, a cada dia, a verdadeira natureza do espaço amplo e livre que habito.
Do ensaio nasceu o livro de mesmo nome, com acabamento manual, assinado e numerado numa tiragem de 50 exemplares.